Muro na praia: barreira foi erguida em Maracaípe, região turística que é polo de surfe e nascedouro de cavalos-marinhos

  • 10/06/2024
(Foto: Reprodução)
Estrutura construída no Pontal de Maracaípe foi parar na Justiça após impasse entre comerciantes, órgãos ambientais e donos de terreno. Praia fica na região de Porto de Galinhas, famoso balneário pernambucano. Passeio de jangada no pontal de Maracaípe, no balneário de Porto de Galinhas, em Pernambuco. Vinicius Lubambo/Porto de Galinhas CVB A praia de Maracaípe, em Ipojuca, no Grande Recife, é um dos principais destinos turísticos de Pernambuco e local de competições de surfe, além de ser uma área de proteção natural e nascedouro de cavalos-marinhos. É nesse trecho do Litoral Sul do estado que a construção de um muro que dificulta o acesso à praia causou um impasse entre comerciantes, órgãos ambientais e donos de um terreno. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 PE no WhatsApp. O muro de troncos de coqueiros foi construído no Pontal de Maracaípe em maio de 2023 e, de acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), causa danos ao meio ambiente da região (veja vídeo abaixo). No entanto, uma decisão da Justiça proibiu a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), do governo de Pernambuco, de demolir a estrutura. Relatório do Ibama aponta crimes ambientais e questiona licença do governo de PE para construção de muro no Pontal de Maracaípe Segundo a prefeitura de Ipojuca, a praia de Maracaípe é uma das principais da região onde fica Porto de Galinhas, famoso balneário pernambucano. O mar é de água cristalina e, por não ter barreiras de corais, possui ondas de até 2 metros de altura, que atraem surfistas. Desde o início de 2024, a Federação Brasileira de Surfe já realizou três competições nacionais na área. "Maracaípe era uma vila de pescadores. E também uma praia muito conhecida pelo surfe. Com o tempo, muitas pessoas passaram a ir para lá para fugir da muvuca de Porto de Galinhas, pelo fácil acesso", disse Samir Weyne, que frequenta a região desde a década de1980 e, há oito anos, trabalha como guia de turismo no balneário. Além do banho de mar, um dos principais atrativos é o passeio de buggy em meio aos coqueirais. Mais ao sul, no Pontal de Maracaípe, o que mais atrai os visitantes é admirar cavalos-marinhos e ver o pôr do sol. "Você sai do pontal numa jangada que comporta de seis a oito pessoas. Você vai com um guia local, que é autorizado. Ele localiza o cavalo-marinho, coloca num recipiente de vidro, mostra às pessoas, que tiram fotos. E depois segue até o banco de areia, mais na frente, onde as pessoas veem o por do sol", descreveu o guia. Por-do-sol no pontal de Maracaípe, praia que fica no balneário de Porto de Galinhas, no Grande Recife Vinicius Lubambo/Porto de Galinhas CVB Ainda de acordo com ele, o balneário recebe turistas do mundo todo. "Tem muito argentino, muito uruguaio. Muitos europeus. E também gente de Rio, São Paulo e do Centro-Oeste que viaja para cá. No final de semana, geralmente são os turistas do Recife, pelo fato de a praia ser muito perto da capital", contou. O pontal é uma área em que o mar se encontra com o estuário do Rio Maracaípe, que segue por uma área de mangue. Essa região conta com duas unidades de conservação estaduais. Ambas são unidades de uso sustentável, o que significa que os territórios podem ser explorados economicamente, desde que se preserve a biodiversidade e o ecossistema local. A Área de Proteção Ambiental (APA) Estuarina dos Rios Sirinhaém e Maracaípe: Foi instituída em 1986; Tem um território de 3.335 hectares; Abrange a área de manguezal entre a Barra de Sirinhaém, na cidade de Sirinhaém, e a praia de Serrambi, em Ipojuca. A APA Marinha Recifes Serrambi: Foi criada em maio de 2018; Envolve as praias que se estendem de Ipojuca até a cidade de Tamandaré, na Zona da Mata Sul de Pernambuco; São 84 mil hectares de estuários e recifes de corais, onde espécies marinhas ameaçadas buscam reprodução e abrigo. Problemas ambientais Nos últimos anos, Maracaípe tem sofrido com problemas ambientais: Em outubro de 2019, foi uma das praias atingidas por petróleo cru no litoral do Nordeste. Além da faixa de areia, manchas de óleo foram encontradas dentro do estuário do Rio Maracaípe; Um mês depois, um incêndio se espalhou pelo coqueiral de Maracaípe. O Corpo de Bombeiros levou mais de duas horas para chegar até o local das chamas; Em julho de 2020, a prefeitura de Ipojuca retirou parte da vegetação de restinga para construir uma quadra esportiva na orla. Como a restinga é utilizada por tartarugas marinhas para fazer a desova, a obra foi embargada no mesmo mês pelo governo do estado; Em janeiro de 2024, dezenas de banhistas passaram mal após serem intoxicadas por algas por causa do fenômeno conhecido como "maré vermelha", que acontece quando há um desequilíbrio no meio ambiente marinho. Muro polêmico Muro construído no Pontal de Maracaípe, no Litoral Sul de Pernambuco Reprodução/TV Globo O muro de troncos de coqueiro foi construído em 2022, com autorização da CPRH, sob argumento de que ele conteria o avanço do mar; Na época, barraqueiros e comerciantes que trabalham na orla já criticaram a barreira, dizendo que ela dificultava o acesso das pessoas à praia; Em maio de 2023, um incêndio atingiu barracas na praia, e os comerciantes cobraram uma investigação por acreditar que as chamas tiveram origem criminosa; Em maio de 2024, após uma audiência pública, a CPRH voltou atrás na autorização para a construção e determinou que os proprietários derrubassem o muro; No dia 6 do mês passado, a juíza Nahiane Ramalho de Mattos, do Tribunal de Justiça de Pernambuco, proibiu a demolição, afirmando que a CPRH não deixou claro como os donos do terreno haviam descumprido a autorização; Depois disso, o g1 mostrou que um relatório do Ibama apontava que o muro estava provocando erosão e que tinha mais que o dobro do tamanho autorizado pela agência estadual de meio ambiente; No sábado (8), o advogado, empresário e agropecuarista João Fragoso, dono do terreno, disse à TV Globo que construiu o muro para assegurar que a área da propriedade não seja reduzida e para "preservar o meio ambiente", já que o local acumulava lixo. VÍDEOS: mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias

FONTE: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2024/06/10/muro-na-praia-barreira-foi-erguida-em-maracaipe-regiao-turistica-que-e-polo-de-surfe-e-nascedouro-de-cavalos-marinhos.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 10

top1
1. CASCA DE BALA

Thullio Milionário

top2
2. COLADIN (MINHA DEUSA

ZÉ VAQUEIRO

top3
3. Vaqueira

Eric Land e Iguinho & Lulinha

top4
4. Daqui Pra Sempre

Manu Bahtidão Simone Mendes

top5
5. e Ana Castela - Covardia

Wesley Safadão

top6
6. NÃO TE QUERO

NATTAN part. ZÉ VAQUEIRO

top7
7. Festa no Interior

Manim Vaqueiro e Raí Saia Rodada

top8
8. DEUSA DE ITAMARACÁ

João Gomes (Raiz)

top9
9. PIOR PARTE

Simone Mendes

top10
10. Seu Brilho Sumiu Let's Bora

Israel & Rodolffo Mari Fernande


Anunciantes